+ vagas – reprovação = secretaria de educação

Em quase uma hora de entrevista, Sirlei Rossoni falou sobre a falta de vagas em Frederico Westphalen, principalmente na educação infantil

Josafá Lucas Rohde

O Segunda Chamada foi recebido na última sexta-feira, 30, pela Secretária de Educação de Frederico Westphalen, Sirlei Rossoni. Em entrevista exclusiva ela falou sobre os projetos, problemas e carências da educação em FW, além da Feira do Livro deste ano, acompanhe.

Segunda Chamada: Secretária, como você avalia o primeiro semestre de 2011 na educação em Frederico Westphalen?

Secretária de Educação, Sirlei Rossoni: A Secretaria de Educação trabalha junto a Secretaria de Cultura, então estamos envolvidos em vários projetos junto à administração municipal. Neste ano trabalhamos muito, com vários projetos. E a partir de outubro o projeto ‘Mais Educação’ terá início em três escolas.

Segunda Chamada: Como funciona este projeto ‘Mais Educação’?

Secretária: O Município implantou em três escolas, o aluno virá para ficar na escola, almoçar e voltar para casa apenas no final da tarde. Eles trabalham com oficinais nas áreas de informática, português, matemática, etc. O objetivo do projeto é que os alunos tenham um melhor aproveitamento diminuindo as reprovações no final do ano letivo. Então no Mais Educação vamos trabalhar para reforçar a aprendizagem, para isso as oficinas serão feitas no turno inverso às aulas.

Segunda Chamada: O programa ‘Mais Educação’ inicia quando e em quais escolas?

Secretária: Ele inicia neste dia três de outubro, nas escolas municipais: Escola Justo Damo, Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmã Odila Lehnen e Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Falcon.

Segunda Chamada: Quais alunos vão ser priorizados?

Secretária: Inicialmente todos, ou quase todos os alunos serão convidados, o que depende da estrutura da escola, mas serão priorizados aqueles alunos que têm mais dificuldades. Assim o estudante estará em contato com direto com o professor, principalmente naquelas matérias que o aluno tem mais dificuldades.

“Com o projeto ‘Mais Educação’ nós queremos reduzir a reprovação, para que o aluno tenha um reforço no que tem dificuldade”

Segunda Chama: O programa funciona em que dias da semana?

Secretária: Fica a opção de cada escola. Mas eles (alunos) vão estar praticamente toda a semana envolvidos. Têm escolas que conseguem três dias da semana, como a Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmã Odila Lehnen, que é uma escola maior, já as outras escolas não tem tal disponibilidade de forma que terão o projeto em menos dias.

Segunda Chamada: Quais são os projetos para ampliar a educação em FW neste segundo semestre, até o final do ano?

Secretária: Nós temos um trabalho bastante intenso com as reformas nas escolas, as escolas que nós não havíamos atingido até agora, até final do ano vão ser equipadas e reformadas, no mínimo a parte de pinturas. Nós queremos proporcionar para nossos alunos uma estrutura boa para estudarem.

Segunda Chamada: Vocês receberam notebooks (Programa ‘Um Computador por Aluno’ – PROUCA) para a educação de Frederico, como funciona este projeto?

Secretária: Realmente, essa foi uma grande conquista. É um projeto para nós a informática de forma itinerante nas escolas. Uma das metas da secretaria da educação é informatizar todas as escolas. Além do ‘Projeto Multimídia’, esses equipamentos vem para realizar esse projeto juntamente com a ‘Roda Da Leitura’. Os computadores foram adquiridos pelo governo municipal em parceria com o governo federal. Além de nós podermos usar esses notebooks no ‘Mais Educação’, que vem agregar mais esse trabalho nas nossas escolas.

20 notebooks chegam à FW pelo Programa Um Computador por Aluno – PROUCA (fonte: Jardel da Costa)

Segunda Chamada: Em relação ao trabalho de incentivo à cultura nas escolas de FW, qual a importância de valorizar está área na educação do aluno?

Secretária: Este ano um grande projeto que nós colocamos na escola foi as aulas de música. Nós temos um professor de dança que trabalha nas escolas municipais. Temos também o professor Danilo que faz um bonito trabalho na área de teatro, inclusive ele que vai ser este ano o animador da nossa feira (feira do livro), ele tem contribuído bastante com nós. E isso é muito importante para nossos alunos.

Segunda Chamada: Hoje em Dia, quais são os principais problemas que a educação em Frederico enfrenta?

Secretária: A gente sabe que a educação é muito abrangente e há muito com o que fazer, mas o nosso maior problema é a falta de vaga nas escolas. Nós precisamos principalmente na educação infantil, vamos ampliar até o final do ano mais três escolas, e inaugurar a nossa Escola de Educação Infantil, no Bairro Fátima, que vai desafogar um pouco. Então temos que oportunizar mais vagas. Temos que investir na infraestrutura porque não estamos conseguindo abraçar, é muita demanda. Esse problema ocorre pela expansão dos núcleos, são muitas casas perto de uma única escola, e assim se criou um grande problema.

Segunda Chamada: Como vai ser comemorado o Dia do Professor?

Secretária: Vamos ter um dia de comemorações, de valorização do professor. Inclusive já acertamos com um empresa uma confraternização interna com os professores.

Segunda Chamada: Este ano ocorre a 29ª Feira do Livro, como estão as preparações?

Secretária: A feira do livro vai acontecer do dia 9 ao dia 11 de novembro. Estamos tentando trazer uma pessoa de grande renome, que é o Içami Tiba,  (escritor, educador, professor, psiquiatra e psicoterapeuta), para abertura do evento, além de outros grandes nomes. Vamos ter uma grande feira, com vários outros autores, como Juremir Machado, que escreve no Correio do Povo.

“Estamos preparando uma programação bastante intensa, tanto para o público infantil como adulto para próxima Feira do Livro de Frederico Westphalen”

Segunda Chamada: A feira acontece na praça da catedral, como ano passado?

Secretária: Sim, vai seguir os moldes do ano passado, apenas com algumas
mudanças na estrutura.

Segunda Chamada: Como você vê o cenário da leitura nas escolas?

Secretária: A gente tem incentivado muito a leitura nas escolas, inclusive com o projeto ‘Sacola Literária’, que o aluno leva os livros para casa, fica uma semana e os devolve. Além disso, nós temos a casa do Papai Noel na praça, agora transformada em espaço de leitura. Quanto à participação dos alunos eles são bem acessíveis, mas depende de nós professores e administração para incentivar
a leitura, porque nem todos têm o hábito. E a Feira do Livro é um grande incentivo.

Segunda Chamada: Para 2012, o que vem pela frente? Temos novos projetos?

Secretária: Nós queremos ampliar o projeto ‘Mais Educação’ para além destas  três escolas, e temos outros projetos principalmente na área da leitura, que nós queremos intensificar. Temos mais um ano para trabalhar, e queremos deixar nossa marca. E ainda temos o projeto ‘Educação continuada para capacitar os professores’, e vamos ampliar essa capacitação no ano que vem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s