A que distância você está do conhecimento?

Ensino presencial com a figura do professor em sala de aula vs Autonomia dos alunos em fazer seus próprios horários. À distância ou presencial? Qual é o seu perfil?

Marília Dalenogare

Através das tele-aulas transmitidas de Londrina que os alunos da Unopar aprendem (fonte: Marília Dalenogare)

O preconceito com relação ao ensino a distância ainda existe. Não por acreditar que seja uma educação diferente, até porque certamente o é, mas por ter a idéia que essa modalidade seja inferior a presencial, pois não há a presença do professor em sala de aula e sim uma aula televisionada e professores virtuais. Com o forte avanço da tecnologia as possibilidades de tarefas e sociabilidades online aumentaram, as ferramentas para que a internet seja o intermédio entre as pessoas e inúmeras atividades são criadas diariamente, e não seria diferente com a educação.

O que atrai cada vez mais estudantes é a possibilidade de conseguir uma graduação, com a mesma validade de uma presencial, sem precisar freqüentar a sala de aula em horários fixos e diariamente. No ensino a distância os alunos podem fazer seus horários de acordo com os seus compromissos, pois como as atividades são feitas online há a possibilidade de acesso na hora que o aluno desejar. Tal flexibilidade possibilita aos estudantes trabalhar, fazer cursos ou até cuidar dos afazeres domésticos, como é o caso das pessoas mais velhas que procuram uma graduação que não atrapalhe sua rotina.

Outro fator que também pesa na hora da escolha da universidade é o preço das mensalidades, que são bem mais baixas do que as presenciais, em torno de R$ 200, 00. Já o  que acaba impedindo que os cursos a distância ganhem cada vez mais mercados é que nem todos eles podem ser oferecidos sem aulas presenciais, cursos que exigem muitas aulas práticas, por exemplo, não tem a capacidade de serem ofertados virtualmente.

Segundo a diretora do polo da Universidade Norte do Paraná (Unopar), Solange Szatkroski, o preconceito que existia em torno do ensino a distância foi desmistificado, ela diz que hoje a universidade que não ofertar ensino à distância vai estar atrás das outras, negando o avanço tecnológico; ela salienta que a principal dificuldade é que ainda alguns cursos não podem ser oferecidos por completo à distância, por causa das práticas, mas já há cursos de especialização, atualização a distância de graduações que não são oferecidas a distância.

Em Frederico Westphalen a Unopar é uma das grandes responsáveis pelo ensino à distância. O pólo frederiquense existe há 7 anos e conta com 13 cursos, entre eles: Letras, História, Pedagogia e Análise e Desenvolvimento de Sistemas. A Unopar já conta com mais de 1000 alunos.

A aluna do curso de Serviço Social da Unopar, Charlene Cássia Santos, diz que optou por fazer uma graduação a distância pela facilidade de ser só um dia e por ser mais barato. Sobre o aprendizado ela diz que a faculdade quem faz é o aluno, e que ela só encontrou dificuldade no campo de estágio, mas só na primeira impressão, e além do estudante ter que mostrar a sua capacidade, também tem que provar que o curso vale a pena, não sendo inferior ao ensino presencial.

A educação a distância permite que o aluno tenha autonomia com relação a forma de estudo dele, podendo escolher o modo e ritmo de estudo, porém é importante saber a importância de um professor dentro da sala de aula para o aprendizado dos alunos. Ambas as modalidades são disponíveis para os alunos, que a partir do seu perfil vai poder escolher qual cursar.

One response to “A que distância você está do conhecimento?

  1. Discriminação é crime…
    Antes de começarmos nosso curso Serviço Social – EAD, pesquisamos sobre o curso, sobre a instituição e a forma de ensino. Apesar dos mitos em relação a essas faculdades serem extensos, variando das desconfianças da qualidade dos cursos até a incapacidade de um universitário ead ser bom o suficiente para o mercado de trabalho, encaramos o desafio.
    Cursamos o 5º semestre de Serviço Social na UNOPAR pólo de Frederico Westphalen – RS e aqui como em qualquer outra universidade nos deparamos com uma diversidade de pessoas e a velha frase: “A faculdade quem faz é o aluno” se torna nítida. Independente se virtual ou presencial, a escolha de passar apenas pelos cursos ou, fazer de cada curso um momento de aprendizado, de crescimento pessoal e profissional, é de cada um de nós.
    Nosso curso não é para quem não tem tempo, é para pessoas que se dispõem a estudar e pesquisar em horários diversos. Organização, planejamento é o que toda profissão exige e isso aprendemos em nosso curso ead quando organizamos nosso tempo para estudar.
    Aprendemos em nosso curso o respeito pelas diferenças, pelo novo, pela opinião de cada um, por isso não questionamos quem tem dias e hora marcada para ir á um determinado lugar, ficar o tempo definido pela instituição, lembrando que ás 4 horas estipuladas para que se tenha aula no sistema presencial de ensino NEM SEMPRE é aproveitada, perde-se tempo com chamada, alunos engraçadinhos, professores sem vontade ou cansados pelo seu dia-a-dia corrido, dentre outros problemas.
    Nós do curso ead vamos além do que a ementa da instituição nos pede e isso é mais um dos bônus que recebemos, o aluno tem que ser curioso assim vamos aprendendo mais com os conteúdos oferecidos pela faculdade, desenvolvendo diariamente nosso conhecimento com maestria.
    Nosso objetivo é levar a reflexão sobre imagens erradas e suas conseqüências, tentar abrir os olhos dos críticos que na verdade não conhecem a ead. As inúmeras possibilidades de conhecimento, de descobertas estão a um clicar do mouse neste fantástico mundo do conhecimento, saber aproveitá-las é uma decisão de cada um. O tempo de desculpas para o não saber, não conhecer acabou, e a discriminação e o desrespeito com quem luta pelo conhecimento devem acabar também.
    Qualquer assunto que aquele, o qual discrimina a ead, pesquisar na Internet encontrará a resposta, isso prova que ele(a) também acredita nesta forma de divulgação do conhecimento e sabe do seu potencial disseminador de informações. Estar na rede é um meio de acessar o mundo e fazer um curso ead é uma forma de conhecimento organizado e, sem exageros, ter as bibliotecas do mundo a sua disposição.
    Estudei em ensino presencial e muito ouvi falar em: “Lá fora é diferente, lá fora vocês vão ver o quanto é difícil, enfim, dentre muitos “lá fora” que se ouve. A nossa diferença é que já estamos “lá fora” e conseguimos observar várias realidades ao mesmo tempo, pelo fato de termos colegas conectados em todo canto do país através da troca de informações e com isso aprendemos que não basta apenas adquirir conhecimentos é preciso saber como aplicá-los de forma autônoma e independente.
    Do nosso curso não sairemos com uma receita pronta para atuarmos, sairemos com a capacidade de explorar a nossa realidade criando a nossa própria receita com as diferentes situações diárias com olhar profissional e não discriminatório, afinal, tudo depende do propósito de cada aluno, a seriedade que levamos conosco só o conhecimento e a força de vontade é capaz de proporcionar.
    Por isso estamos aqui, para acabar com os mitos, derrubar os obstáculos, somos uma ponte entre essa forma de pensamento de quem não acredita na ead e a nossa forma de estudo, respeitamos quem defende a forma presencial de ensino porém, não julguem nosso conhecimento, não estamos aqui para criar uma competição, estamos aqui para mostrar que somos capazes.
    Não embarquem em opiniões prontas tenham a sua.
    Adequar-se à realidade é para pessoas inteligentes.
    .

    Autora – Charlene Santos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s