Professores em estado de greve

Paralisação nacional reivindica 10% do PIB em educação, em FW professores se concentram na praça central

Josafá Lucas Rohde

Magistério exige pagamento imediato de piso nacional, RS é o único estado que não paga
(Foto: Josafá Lucas Rohde)

Acontece agora no centro de Frederico Westphalen, na praça central, mobilização de professores para pressionar o governo a cumprir o piso nacional e aplicar 10% do Produto Interno Bruto, PIB, em educação. A categoria está em estado de greve. Os professores se concentram no local desde as 8h e devem permanecer até às 17h, com revezamento. Hoje, 14, nenhuma escola de FW terá aula.

Alunos da rede pública não terão aula até a próxima sexta-feira, 16 (Foto: Josafá Lucas Rohde)

A paralisação é nacional e organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, CNTE, além de reivindicar 10% do PIB para educação, luta por um piso para funcionários públicos em escolas. Um dos maiores impasses está no piso nacional, em que o governo do Rio Grande do Sul é o único que não cumpre. Os professores também querem esclarecimentos sobre o ‘novo Ensino Médio’. Segundo a vice-diretora da Escola Estadual Técnica José Cañellas, Clarice Carmem Ceolin Algeri , com o novo plano “as aulas caem pela metade no ensino médio, no terceiro ano há um período de português e um de matemática”. O Novo Ensino Médio é válido de 2013 a 2014, apenas no RS.

Boneco do governador Tarso Genro foi utilizado em concentração hoje no centro de FW
(Foto: Josafá Lucas Rohde)

Amanhã acontece panelaço no centro da cidade, as 11h30min, e na sexta-feira acontece ato público em Porto Alegre, começando as 14h em frente a Secretaria de Educação. Maria Cleni da Silva vice-presidente do 26º núcleo do Cepers, que inclui FW e outros 17 municípios da região, afirma que professores de todo núcleo “estão convocados e vão fazer parte do ato”.

Segundo a professora Edimara Marcon, “o governo federal não destina os 10% garantidos por lei, aplica 5%, 6%, e têm município que não aplica nada”. O professor da Vanderlei Gularte Faria, afirma que “a situação da educação no Brasil é precária, e nós do RS temos o pior piso do Brasil. Além disso o Brasil não destina de quer 10% do seu PIB para educação, em países desenvolvidos o índice é de 20 a 30%”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s