Dia do Jornalista, não comemore apenas: pense!

Curso de Comunicação da UFSM-FW irá comemorar o Dia do Jornalista com evento para discutir o jornalismo cidadão

Marília Dalenogare

A comemoração da data nesse ano pretende instigar os participantes a pensar em todos os cidadãos (Foto: divulgação)

O Dia do Jornalista é comemorado no dia 7 de abril desde 1931. A data foi instituída pela Associação Brasileira de Imprensa. Em 2012 vamos comemorar e refletir sobre temas que nos fazem ser um jornalista inclusivo e agente da cidadania. Esta é a proposta do curso de Jornalismo e do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria, campus de Frederico Westphalen para o dia 12 de abril, em comemoração ao Dia do Jornalista.

O evento reunirá docentes, acadêmicos, e toda a comunidade interessada, para discutir o tema: “Jornalismo Cidadão: reflexões sobre a acessibilidade e a inclusão social”.

Para fomentar a discussão do tema entre os participantes, o evento trará ao campus do CESNORS o jornalista e fotógrafo, Antonio Walter Barbero, o Teco Barbero, como prefere ser chamado. Teco estudou Jornalismo na Universidade de Sorocaba (UNISO), interior de São Paulo, e após se formar envolveu-se com o universo da fotografia, contando com um diferencial: ele é deficiente visual desde que nasceu, tendo apenas 5% de visão. Aos 21 anos participou de um curso de fotografia para deficientes visuais, organizado e ministrado pelo documentarista Werinton Kermes de Sorocaba/SP. Desde essa data, ele atua como multiplicador da técnica “Fotografando os Sentidos”, que consiste em utilizar outros sentidos para fotografar, tais como audição e tato. Teco Barbero foi o primeiro fotógrafo com deficiência visual a fotografar uma campanha publicitária no Brasil, convidado pela ADD (Associação Desportiva para Deficientes). Ele também foi contratado pela revista ISTO É para fotografar os para-atletas brasileiros para uma das reportagens da edição especial dedicada à Olimpíada do Rio de Janeiro.

O Dia do jornalista também contará com a presença de dois convidados da UFSM, o Prof. Dr. José Luiz de Moura Filho, Coordenador do AFIRME (Observatório de Ações Afirmativas); e a Profa. Dr. Nara Joyce W. Vieira, Coordenadora do Núcleo de Acessibilidade. Ambos trazem questões e limitações que devem ser postas à mesa quanto às ações afirmativas e de acessibilidade na instituição.

A união dos temas “jornalismo e cidadania”, proposta para o Dia do Jornalista, justifica-se por si só, pois é função do Jornalista quanto comunicador e mediador social, despir-se de preconceitos, dando espaço e visibilidade a todos os cidadãos, independente de todas as individualidades e diferenças, contribuindo para romper a discriminação.

Para o Prof. Dr. Cássio dos Santos Tomaim, um dos organizadores do evento, o Dia do Jornalista está sendo aproveitado para debater a respeito de um perfil profissional mais humano, mais sensibilizado com as diferenças culturais e sociais, e também para convidar a comunidade a refletir sobre a acessibilidade e a inclusão social na universidade pública federal. Ele fala que “É papel dos jornalistas pautarem uma agenda social pública, colocando em discussão os principais assuntos de interesse da sociedade”.

O evento começará às 9 horas, do dia 12 de abril, no Salão Social do Colégio Agrícola de Frederico Westphalen, o CAFW. Durante o turno da manhã ocorrerá a palestra com o Teco Barbero sobre Jornalismo e Cidadania. No turno da tarde, a partir das 14 horas, acontecerá, também no Colégio Agrícola, a oficina “Fotografando os sentidos”, ministrada pelo Teco. O curso é gratuito e serão abertas 40 vagas, 20 para estudantes de jornalismo do CESNORS e 20 para deficientes visuais da cidade e da região. A oficina tem o objetivo formar multiplicadores da técnica usada por Teco, entre os estudantes de jornalismo e mostrar uma nova via de expressão entre os deficientes visuais participantes. As inscrições já estão abertas para a comunidade em geral e se darão no dia 10 de abril entre os estudantes do CESNORS pelo evento “Dia do Jornalista”, no Facebook.

Finalizando o evento, no turno da noite, a partir das 20 horas, iniciará a mesa-redonda, que discutirá “A acessibilidade e a inclusão social na UFSM: avanços e desafios para uma educação superior inclusiva”, com a participação do Prof. Dr. José Luiz de Moura Filho, da Profa. Dra. Nara Joyce W. Vieira e do Teco Barbero.

Mande seu e-mail e reserve seu lugar na palestra e na mesa redonda!

Lembrando que todas as palestras serão transmitidas pelo Twitter @DiaDoJornalista, no dia do evento.

Inscrições via Facebook e Twitter: @DiaDoJornalista

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s